17 de ago de 2009

Igreja

A palavra IGREJA, em português, deriva do latim. ECCLESIA, AE, que por sua vez, é uma transliteração, para o latim, da palavra grega ekklesia, composta da preposição ek (ex) que rege o genitivo e tem a idéia de "saída de emissão para fora, separação de" (Thayer) com o verbo kaleo, "chamar, convocar em alta voz". No grego clássico, designa a "reunião formal dos cidadãos da polis (cidade), convocados de seus lares para uma assembléia pública". Nunca dá a idéia de sair para fora da cidade ou de eximir-se da condição de cidadão.

No Antigo Testamento em grego (Septuaginta), 96 vezes ekklesia traduz a palavra hebraica qahal, povo, quando se refere a Israel como uma assembléia.

No Novo Testamento, a palavra ekklesia figura vezes, tanto no singular como no plural. Três vezes tem o sentido secular de multidão (Atos 19.32,39,41). Duas vezes refere-se a Israel traduzida por "congregação" (Atos 7.38 e Hebreus 2,12). 85 vezes (74% do total) refere-se à Igreja como uma comunidade local e nas demais vezes tem um significado apenas conceitual, podendo referir-se a qualquer Igreja local em particular, jamais como sentido de uma estrutura nacional ou mundial. Nos Evangelhos, aparece somente três vezes, todas em Mateus (16.18 e 18.17).

1 Comentários:

Caro Maxmiler Freitas,
Grça e Paz!

Seu texto é pertinente e pedagógico!
Parabéns!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Postar um comentário