25 de jul de 2009

E Expulsou Todos os Que Ali Vendiam e Compravam.

"Então Jesus entrou no Templo e expulsou todos os que ali vendiam e compravam. E derribou as mesas e as cadeiras dos que vendiam pombas." (Mateus 21.12)


E expulsou todos os que ali vendiam e compravam. os vendedores armavam suas mesas e barracas no portão de entrada do pátio dos gentios, numa extensão conhecida como "os bazares dos filhos de Anás". É bom que se diga que as coisas vendidas ali eram úteis para o culto da época: pombas e ovelhas necessárias para os sacrifícios em favor dos pecadores. A Torá mandava o pecador trazer o melhor animal do seu rebanho, para expiar a sua transgressão: "Quando alguma pessoa cometer uma transgressão e pecar por ignorância  nos coisas sagradas do Senhor, então trará ao Senhor, por expiação, um carneiro sem mancha do rebanho, conforme a tua estimação em siclos de prata, segundo o o siclo o santuário, para expiação da culpa." (Levítico 5.15). Mas por melhor que fosse o animal trazido pelo pecador, os sacerdotes colocavam defeitos e o recusavam. Ao pecador não restava outra alternativa a não ser dirigir-se aos comerciantes e comprar "animais previamente aprovados pelos sacerdotes", pagando um preço escorchante. Muitas vezes o pecador dava o seu animalzinho como parte de pagamento, para depois vê-lo à venda, como "animal aprovado", igualmente oferecido por um preço exorbitante. Aquilo era revoltante.

Também naquelas barracas se faziam as trocas de moedas gregas e romanas pelo único dinheiro aceito no Templo "o siclo do Santuário", de emissão judaica. Porém os filhos de Anás - também sacerdotes - e os comerciantes que eles licenciavam, supervalorizavam o câmbio e obtinham grandes lucros nas trocas das moedas, em prejuízo dos peregrinos e adoradores. Quando terminava a Semana Santa, os peregrinos iam destrocar as moedas que sobravam e novamente eram aviltados. Como milhares e milhares de peregrinos e adoradores vinham ao Templo, o negócio era simplesmente gigantesco e altamente vantajoso para aquela casta. Jesus mexeu duas vezes naquele vespeiro: a primeira no início do seu ministério, três anos e meio atrás, quando expulsou os vendedores do Templo (João 2.14), e a segunda agora, na Sua última semana de vida.

A diferença é que, nesta segunda purificação, Jesus atacou a outra ponta da transgressão: os compradores do templo. 

Porque é lógico: se existe vendedor, é porque há comprador. Mesmo que pareçam inocentes e explorados, na verdade os compradores são há causa de continuar existindo comércio na Casa do Senhor. E entenda-se por Casa do Senhor inclusive, o quintal do Templo, que é onde estavam estes vendedores e compradores. Ainda que a "Esplanada dos Gentios" fosse considerada profanada, Jesus enfatiza que ali também é local sagrado e proíbe o comércio no Seu recinto. É chocante notar que o mesmo Jesus amoroso, que recebe de braços abertos a prostituta, o adúltero, o ladrão e até o mais vil pecador, não tolera e expulsa a chicotadas todos os vendedores e compradores que utilizam qualquer área do Templo para seus negócios.

Por: Juanribe Pagliarin
Em: O Evangelho Reunido

4 Comentários:

Obrigado irmão, é sempre um prazer receber sua visita.

Grande abraço, em Cristo.

Soli Limberger / BUSCAI O REINO
http://buscaioreino.blogspot.com

Caro Maxmiler Freitas,

A Paz do Senhor!

Excelente postagem!
Ainda que os produtos comercializados era em pról do serviço de sacrifício no proprio templo, os que assim faziam, não o faziam por uma boa motivação, mas si pela oportunidade de extorquirem os compradores.
Usavam a máxima do mundo:
"Os fins justificam os meios!

Que Deus tenha misericórdia das nossas vidas!

Um grande abraço!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Ótimo texto! Rico em informação.

Obrigado pela visita.

Todo ano povo subia de suas cidades, e iam a Jerusalém para fazer expiação dos seus pecados, eu não sei quanto tempo essa viagem demorava, por conta da distância das mesmas, mas creio que por isso talvez eles não levavam os animais do seu melhor, para fazer a expiação, por conta da distância, por isso era mais fácil comprar animais ali na porta do templo, por isso Cristo disse "transformaram a casa de meu pai em um covil de salteadores" poque os ladrões robavam os animais e vendiam na porta do templo, porquanto Deus rejeita este tipo de oferta no livro de Malaquias;;;;;

Postar um comentário