3 de abr de 2010

A Importância da Geografia Bíblica

Geografia Bíblica
Geografia Bíblica
Para compreender com mais profundidade as Escrituras Sagradas, a Bíblia, é necessário que se conheça as terras bíblicas onde ocorreram todos os acontecimentos narrados e foram palco da vida dos personagens e das profecias do Antigo Testamento, dos cristãos do primeiro século e, principalmente, da vida e ensinamentos de nosso Salvador Jesus Cristo.

O termo Palestina, que estamos utilizando, não aparece na Bíblia, mas em fontes romanas do século II. Provavelmente, o vocábulo se originou da palavra pelistim (filisteus). O país é comumente designado como Canaã (Heres Ke-na'na). Desde a antiguidade remota, essa faixa de terra foi povoada por diversos povos e disputada pelos impérios, pois, naquela época, quem dominasse a Palestina teria o domínio do mundo antigo.

Ao longo de toda a Bíblia, a Palestina ocupa um papel extremamente importante. O valor místico dessa terra deu origem ao fenômeno das peregrinações entre judeus, muçulmanos e cristãos. A Palestina é a base do movimento sionista e razão dos conflitos do Oriente Médio até os dias de hoje. Essa terra chamada Santa sempre foi contemplada como sinal de felicidade, de bênçãos de Deus. A posse da terra é a garantia de muitas promessas, inclusive a messiânica.

É necessário começar com uma visão ampla de todo o mundo bíblico, para depois sim conhecer as características físicas, humanas, econômicas, entre outras, da própria Palestina, chamada de Terra da Promessa, antiga Canaã e atual Estado de Israel. As terras bíblicas não se limitam ao relevo topográfico e aos nomes de lugares, casualmente com ecos longínquos de tempos passados.

As terras correspondem também aos restos físicos, às relíquias arqueológicas da presença dos homens que nela habitaram: ruínas das cidades antigas, com suas muralhas e suas casas, túmulos e restos de utensílios domésticos.

Devido às descobertas arqueológicas, podemos obter conhecimentos incríveis das línguas originais dos antigos habitantes, sua história, costumes, cultura e cidades, algumas desaparecidas e outras, reconstruídas, umas sobre as outras.

0 Comentários:

Postar um comentário