6 de dez de 2009

"Pau que nasce torto, morre torto" O Fatalismo

"Portanto se alguém está em Cristo nova criatura é; as coisas velhas se passaram, tudo se fez novo" 2Corintíos 5.17

Esse falso provérbio popular tem enganado e desanimado a muitos. Ao dizer estas palavras as pessoas desistem de esperar mudanças em outras pessoas e se entregam a um verdadeiro fatalismo. Vamos perceber nesta reflexão que esse falso conceito não tem nenhuma base bíblica, e vamos descobrir o que realmente a Bíblia diz sobre alguém que começou em más circunstâncias.

1. O que é o fatalismo? - Na Enciclopédia de Bíblia, Teologia e Filosofia de R. N. Champlin lemos que o fatalismo "aponta para inevitabilidade dos acontecimentos com ou sem causas conhecidas". No dicionário Báscio de Filosofia de H. Japiassú encontramos que o fatalismo "(do latim fatalis, fatum, destino), doutrina segundo a qual todos os acontecimentos do universo, especialmente os da vida humana, encontram-se submetidos ao destino... não restando nenhum lugar para a inteligência e a iniciativa humanas". E por fim, no Dicionário Teológico de Claudionor Corrêa de Andrade, CPAD, encontramos a seguinte definição para o fatalismo: "Doutrina de que os acontecimentos operam independentemente de nossa vontade e dos quais não podemos escapar".

2. O fatalismo e as Escrituras - O fatalismo contraria as Escrituras que afirmam ser o homem livre para escolher o seu próprio destino. (Deuteronômio 30.19; Salmos 7.15; Isaías 1.19,20; 715; Oséias 8.7; 2Coríntios 9.6; Galátas 6.17). O fatalismo nega a obra redentora do Calvário. Galátas 3.13,14; 2Coríntios 5.17.

3. Casos concretos nas Escrituras que contrariam a doutrina do fatalismo.
  • Pedro, o pescador profano, torna-se um homem restaurado pelo Poder de Jesus e um dos maiores pregadores do primeiro século (Mateus 26.74; Atos 2.14-41; 5.15)
  • O endemoninhado agressivo e intranquilo torna-se um homem calmo, em perfeito juízo. Marcos 5.5,15.
  • João um discípulo vingativo, torna-se o apóstolo do amor. Lucas 9.53,54; 1João 4.7.
  • A samaritana de má reputação torna-se testemunha da verdade. João 4.17,18,29.
  • Saulo o cruel e violento perseguidor, torna-se no terno apóstolo Paulo. Atos 9.1; 21.13.
  • O insensível carcereiro de Filipos torna-se amigo generoso e compassivo. Atos 16.24,33.
4. O carpinteiro de Nazaré - O fatalismo e a predestinação, que é a filha do fatalismo, não encontram base nas Escrituras. O Carpinteiro de Nazaré ainda desentorta pau torto, vida torta. Porém seu futuro dependerá das escolhas que você e sua família fizerem hoje.

2 Comentários:

Max

Interessante que justamente com esse do texto eu colaborei recentemente em um trabalho de um dos meus filhos.

Sabe, eu já "cataloguei" muitos desses ditos populares que só amedrontam e provocam desesperança, justamente com o propósito de derrubar cada um desses mitos, justamente com base bíblica, claro! Mas aí eu iniciei e larguei (pra variar rss)

Tenho muita coisa arquivada por sinal...

Quem sabe uma hora dessa eu retomo.

E o que é que O Carpinteiro não faz, heim?!

Abs...

R.

Irmã Regina, realmente O Carpinteiro faz muitas coisas, e nós somos provas vivas disso. Não é mesmo?

Eu pretendo publicar ainda outras postagens com este tema: Falsos provérbios populares, tenho umas dez postagens, irei publicando aos poucos.

Fique com Deus!

Maxmiler Freitas

Postar um comentário