5 de dez de 2009

A Destruição do Grande Templo

"Ora, Jesus, tendo saído do Templo, ia-se retirando, quando se aproximaram d'Ele os seus discípulos, para lhe mostrarem os edíficios do Templo, como estavam ornados de formosas pedras e dádivas. E disse-lhe um dos seus discípulos: Mestre, olha que pedras e que edifícios! Mas Ele lhes disse: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada." (Mateus 24.1; Lucas 21.5b; Marcos 13.1b; Mateus 24.2).

Que pedras e que edifícios! Aquelas pedras causavam muita admiração porque eram cortadas em esquadros perfeitos. Seus comprimentos variavam de 1,25 a 3,0 metros de largura por 1,0 metro de altura. Pesavam de duas a cinco toneladas cada! Eram empilhadas umas sobre as outras, sem argamassa, e formavam edifícios impressionantes. Recentemente, nas ruínas do Templo, arqueólogos encontraram pedras miores, de até cinquenta toneladas! Porém, a surpresa maior veio quando escavavam um túnel e deram com uma pedra gigantesca, que mede doze metros de comprimento por quatro de largura e três de altura! O seu peso foi calculado em quatrocentas toneladas! Imagine as suas dimensões e diga se realmente não é impressionante!

Não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada. Quando, no ano 70 d.C., o general Tito sitiou Jerusalém, era impossível penetrar numa cidade murada por tão grandes pedras. os judeus resistiram com fervor religioso. Depois de quatro meses e quatorze dias de cerco, o moral dos soldados romanos estava muito baixo e as tropas estavam cansadas e desanimadas. Então, espalhou-se a notícia de que os judeus formavam um povo muito estranho: além de adorarem a um Deus que não podia ser representado por ídolo algum, e de pararem o trabalho de seis em seis dias, tinham o curioso hábito de guardarem seus tesouros debaixo das pedras de suas casas, inclusive do Templo, que teria muito ouro nos seus alicerces! Aquele boato despertou a ganância dos soldados romanos e os impeliu a um ataque implacável, que terminou com jerusalém em ruínas! Terremotos posteriores acabaram por cumprir a profecia de Jesus.

Por: Juanribe Pagliarin
Em: O Evangelho Reunido

0 Comentários:

Postar um comentário