14 de out de 2009

O Poder das Palavras: Mito ou Realidade?



Anísio Renato de Andrade

    Somos capazes de criar alguma coisa apenas pela força das palavras? A confissão positiva garante êxito e prosperidade? Algumas pessoas ensinam que basta falar com fé para que algo, bom ou mau, aconteça. Existe um fundamento bíblico para isso ou é apenas uma espécie de superstição? As palavras boas são saudáveis e podem contribuir para o bem, mas não podemos superestimar seus efeitos. Seria como plantar uma semente de laranja e esperar que nasçam melancias.

ASPECTOS NATURAIS
    Em geral, as palavras têm vários tipos de poder. Se não fosse assim, elas seriam inúteis, mas isto não significa que sejam mágicas. O empregado não terá aumento salarial apenas por declarar isso com fé. Fará melhor se orar nesse sentido e conversar com seu patrão. É grande o poder da comunicação. As palavras conduzem idéias que podem mudar o mundo. Trata-se de algo muito poderoso, mesmo que não envolva, necessariamente, alguma força mística. As palavras expressam o pensamento e induzem à ação.
    Podem ser armas destrutivas ou ferramentas para a edificação devido à sua influência psicológica, moral e social. O que é dito ofende, motiva, desanima, agrada e engana; cria vínculos e causa guerras; muda o comportamento e influencia o caráter. Um "sim" ou um "não" mudam o rumo da história, geram a vida e provocam a morte (Pv.18.21). A palavra certa é desejável, mas nem sempre suficiente (IJo.3.18). Importam, muito mais, os fatos advindos da decisão declarada, com coerência e acerto (Mt.21.28-30). Afinal de contas, promessas não cumpridas podem produzir decepções (ou alívios). "Assim falai e assim procedei" (Tg.2.12). As palavras acompanhadas de ação são as mais poderosas e eficazes. A preguiça inutiliza muitas declarações de fé.
    Se uma palavra tem poder ou não, depende, muitas vezes, de ser verdadeira ou falsa. A verdade tem poder. A mentira, em princípio, não tem, a não ser que alguém acredite nela. A fé pode atribuir algum poder a uma palavra, mesmo no âmbito natural. Por exemplo: se alguém, dentro de um prédio, gritar: - Fogo! Fogo! Fogo! - muitos sairão correndo. Então, aquela palavra tem o poder de movimentar as pessoas. Pode até ser uma mentira, mas alguém acreditou e agiu.

ASPECTOS ESPIRITUAIS
    A palavra de Deus também opera através da fé, mas não apenas por meio dela. Quando Deus disser algo e a ação humana for necessária, a fé também será (Rm.10.17; Heb.4.2). A palavra do Diabo também pode provocar alguma coisa, desde que alguém creia. Foi o que aconteceu com Eva, no dia da tentação. Colocou fé na afirmação do Diabo e agiu de acordo com ela (Gn.3). Então, aquela palavra mentirosa teve poder destrutivo, com base no engano e na persuasão. O poder da palavra de Deus vai além de tudo isso, porque, em muitos casos, não depende do homem. O melhor exemplo está em Gênesis 1. Deus falou e tudo surgiu.
    Entretanto, a palavra de Deus não funciona de modo independente dele. A citação bíblica nem sempre leva aos resultados esperados, porque a bíblia não é receita culinária nem manual técnico, mas um histórico e regulamento das relações de Deus com o homem em diversas épocas e situações. Antes de esperar determinado efeito de um trecho das Escrituras, precisamos saber a quem foi dirigida aquela frase específica, seja ordem, proibição ou promessa (João 10.35). Se ela nos diz respeito, terá poder e ação em nossas vidas, caso contrário, não. Tomar uma palavra dita a um personagem bíblico qualquer e querer que ela funcione para mim, pode ser semelhante à utilização de uma receita médica prescrita para outra pessoa. Todavia, grande parte das Escrituras se aplica à igreja em todos os tempos, sendo, portanto, aplicável de modo direto em nossas vidas. Quanto ao restante, haveremos de tirar proveito apenas dos princípios morais e espirituais ali contidos, sem que isso implique na ocorrência de algum milagre.

A PALAVRA HUMANA

    O poder de uma palavra pode variar também de acordo com a pessoa que está falando. Uma palavra do presidente da república pode derrubar as bolsas de valores. Por outro lado, alguém pode passar a vida inteira gritando a mesma palavra na praça pública sem produzir coisa alguma por se tratar de uma pessoa desconhecida e sem influência.
    Em se tratando de questões sobrenaturais, as palavras só terão efeito se forem atendidas por alguém no mundo espiritual. Nessa categoria, podemos citar as orações, as bênçãos e as maldições. Se o crente fala a palavra de Deus, de acordo com a vontade de Deus, terá o poder de Deus em ação. Se declararmos o que a bíblia afirma, dentro do contexto apropriado, podemos fazê-lo com segurança e fé. Na porta do templo, Pedro mandou que o aleijado se levantasse. Ele começou a andar imediatamente. É o exemplo de um cristão falando uma palavra poderosa. Entretanto, se qualquer crente sair mandando os aleijados se levantarem, isto vai funcionar? Nem sempre. Depende do dom que Deus deu a cada um. Alguns têm o dom de curar, outros não (ICo.12.9,30).
    Até mesmo o poder do nome de Jesus não está nas letras ou no som, mesmo que seja falado em hebraico ou grego, como querem alguns. O mais importante é a existência de um relacionamento com ele, de tal forma que a citação do seu nome seja algo legítimo, autorizado e eficaz. Deus mandou que Ezequiel profetizasse vida sobre os ossos secos e eles ressuscitaram. Se Deus não mandasse, a palavra de Ezequiel não teria efeito algum. A bíblia apresenta alguns episódios em que o homem falou e algo aconteceu, embora o texto não mencione uma ordem direta de Deus. Contudo, em todos os casos, os protagonistas eram pessoas que tinham um relacionamento íntimo com o Senhor, geralmente profetas. Não podemos garantir que não tenham recebido uma orientação celestial, nem podemos fazer de tais exemplos uma regra ou doutrina para nós.
    Quando Jesus falou em ordenar que o monte se lance ao mar (Mc.11.23), ele queria que alguém fizesse isso mesmo? É claro que não. Se trata apenas de um exemplo, uma ilustração para o ensinamento seguinte sobre a oração (Mc.11.24). Se quisermos tomar as palavras de Cristo literalmente, em qualquer situação, deveremos, não apenas remover as montanhas, como também arrancar o olho direito (Mt.5.29), comer a carne de Jesus (Jo.6.54), e esperar que ele reconstrua o templo judaico em 3 dias (Jo.2.19).
    Algumas pessoas acham que uma palavra negativa tem o poder de destruir uma vida. Pode até acontecer, mas vai depender de muitos fatores. O indivíduo precisa ouvir, aceitar, acreditar e viver de acordo com o que foi dito. Se eu amaldiçoar um servo de Deus, alguém que seja fiel ao Senhor, minha palavra não terá efeito algum porque "a maldição sem causa não se cumpre" (Pv.26.2). Da mesma forma, se eu abençoar alguém que não quer a bênção, de nada adiantará. "Visto que amou a maldição, que ela lhe sobrevenha! Como não desejou a bênção, que ela se afaste dele" (Salmo 109.17).
    Enfim, o poder das palavras humanas existe, mas está condicionado a muitos fatores. Todavia, "a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisão de alma e espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração" (Heb.4.12).
    "A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é cheia de majestade. A voz do Senhor quebra os cedros; sim, o Senhor quebra os cedros do Líbano. Ele faz o Líbano saltar como um bezerro; e Siriom, como um filhote de boi selvagem. A voz do Senhor lança labaredas de fogo. A voz do Senhor faz tremer o deserto; o Senhor faz tremer o deserto de Cades. A voz do Senhor faz as corças dar à luz, e desnuda as florestas; e no seu templo todos dizem: Glória!" (Salmo 29.4-9).

1 Comentários:

Graça e paz!
Andando por Blogs cristãos cheguei até o seu e quero te parabenizar pela bênção que pude ver aqui.
Já estou te seguindo e aos poucos venho conhecer mais os seus textos.
Será uma honra te receber no pastoragente.blogspot.com, e se quiser segui-lo vai ser uma alegria pra mim.
No blog conto da forma mais realista e divertida possível as realidades, dúvidas e experiências de uma simples pastora como eu.
Fique na paz. Um abraço.

Postar um comentário